Comercial (11) 2577-7899

futuro digital

Segundo a fabricante, nova versão do banco de dados oferece melhor relação custo-desempenho para processamento analítico

A Microsoft anunciou a disponibilidade geral do SQL Server 2016 na quarta-feira (01/06). Dessa forma, a ferramenta também começa a chegar para clientes da companhia no Brasil. A nova versão do banco de dados oferece melhor relação custo-desempenho para transações híbridas e processamento analítico.

“Aplicações de software agora podem entregar análises sofisticadas e modelos de aprendizagem de máquina no banco de dados, resultando em velocidade 100x maior ou mais na geração de insights, na comparação com entregas desse tipo fora do banco de dados”, garante a fabricante.

Segundo a empresa, a integração de análises avançadas em um banco de dados transacional é revolucionária. “Hoje, a maioria das aplicações de análise avançada usa uma abordagem primitiva de mover dados das bases para a camada da aplicação para obter inteligência”, cita.

Para a Microsoft, essa abordagem adotada até então incorre em alta latência por conta do movimento dos dados, não escala conforme os volumes de dados aumentam e sobrecarregam a aplicação com a tarefa de gerenciar e manter modelos analíticos.

A ideia é que o SQL Server 2016 simplifique o processo, levando a análise para mais perto de onde os dados são gerenciados, e não o contrário. “Como resultado, aplicações analíticas podem agora ser mais simples e precisam apenas solicitar os resultados ao banco de dados”, reforça, citando que modelos de aprendizagem de máquina agora podem ser feitos no banco de dados sem recompilar e reimplementar aplicações.

“Além disso, o banco de dados pode atuar como servidor central para modelos analíticos da empresa e múltiplas aplicações inteligentes podem aproveitar os mesmos modelos. Isso é uma profunda simplificação de como aplicações críticas de inteligência podem ser produzidas e gerenciadas na empresa”, anuncia.

 

Fonte: http://computerworld.com.br/microsoft-disponibiliza-sql-server-2016-para-o-mercado-brasileiro

Compartilhar está publicação