Comercial (11) 2577-7899

digital

A Microsoft intensificou seu discurso sobre a nuvem. Cloud foi o tema que norteou grande parte das discussões do World Partner Conference 2016, evento que reúne 16 mil executivos de parceiros da fabricante do Windows entre 11 e 14 de julho em Toronto (Canadá).

“Os avanços do mundo a partir de novas tecnologias de produção, as evoluções biológicas e o avanço de um novo modelo digital, que desencadeiam a Quarta Revolução Industrial, serão suportadas pela nuvem”, afirmou Brad Smith, presidente e diretor jurídico da fabricante de TI.

A companhia enxerga a cloud como a base que sustentará os pilares dessa nova economia, armazenando e processando informações, bem como suportando inovações para gerar um novo modelo, mais digital.

As apostas da Microsoft, para capturar essas oportunidades, consideram uma evolução em suas linhas de produtos, especialmente nas camadas de infraestrutura, de forma a permitir que seu ecossistema de parceiros crie ferramentas inovadoras de acordo com as demandas do mercado.

Para chamar atenção desses aliados, a companhia afirmou que irá dobrar os investimentos em softwares gratuitos, serviços e plataformas orientadas pelo conceito de nuvem.

Judson Althoff, vice-presidente global da divisão de Commercial da Microsoft, destaca que uma das prioridades estratégicas para os próximos meses é justamente acelerar o processo de transformação digital a partir de novas soluções (próprias ou desenvolvidas por parceiros) sobre a plataforma da fabricante.

“Mais de 90% de nossas receitas vêm de nossos parceiros. Sabemos que soluções inovadoras construídas por eles no topo das nossas tecnologias facilitam a vida dos clientes e geram ganhos para todas as partes”, acrescenta Gavriella Schuster, vice-presidente de canais da Microsoft

A executiva cita números da IDC que indica que apenas 10% das empresas já atingiram o nível máximo de maturidade no uso de tecnologias em nuvem. A expectativa é que esse percentual chegue a 45% dentro de dois anos. “A oportunidade de liderar a transformação digital nunca foi tão intensa”, adiciona.

Para convencer os parceiros a acelerarem sua jornada rumo à cloud, Gavriella afirma que os aliados que vendem soluções como Azure e Office 365 alcançam 19% mais margens do que canais que comercializam ferramentas Amazon, Google e Salesforce.

“Chegou a hora de investir em novas formas de fazer negócio, acelerando soluções em nuvem. Chegou a hora de empacotar serviços e oferecer valor para os clientes. Para quem fizer isso, o céu é o limite”, conclui a vice-presidente.

Mais informações :http://computerworld.com.br/cloud-e-o-alicerce-da-quarta-revolucao-industrial-afirma-microsoft

Compartilhar está publicação