Comercial (11) 2577-7899

Com inscrições abertas, “Conferência Gartner Segurança e Gestão de Risco 2016” ocorre nos próximos dias 2 e 3 de agosto, em São Paulo

 

Apertem os cintos, pois a situação da segurança cibernética no Brasil vem se tornando a cada dia mais alarmante. É o que revelam três estudos recentes de organizações internacionais: BitSight, BT e Robert Half.

O primeiro aponta o Brasil como a pior entre outras cinco grandes potências globais (Estados Unidos, Reino Unido, Cingapura, Alemanha e China) em tal quesito. Quadro agravado pela aumento de ameaças e falta de profissionais qualificados para enfrentar os atos maliciosos, segundo a empresa de recrutamento. E potencializado pela “crueldade” e eficiência” dos cibercriminosos, de acordo com a pesquisa da provedora de TIC.

Para você se proteger frente a esse cenário ameaçador – impulsionado pelo contínuo aumento da integração entre Tecnologia da Informação (TI), Operações Tecnológicas (OT) e Internet das Coisas (IoT) – o Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, discute os caminhos mais promissores nos dias 2 e 3 de agosto, em São Paulo, durante a “Conferência Gartner Segurança e Gestão de Risco 2016”.

Logo, a conferência deste ano – com seus mais de 20 palestrantes, daqui e de fora do país – estará dividida em três eixos: o papel do CISO como líder de negócios; as tecnologias emergentes (cloud, mobilidade, dados, aplicações e segurança de rede); e as melhores práticas de segurança na nuvem. Entre as sessões, cuja íntegra está disponível aqui, você poderá se aprofundar nos dez seguintes temas:

– Os 100 primeiros dias cruciais do novo CISO

Por que esse período pode definir o sucesso ou fracasso de um diretor de segurança da informação.

– A cibersegurança e gestão de risco nos negócios digitais

Aprenda como equilibrar a necessidade de proteção com as necessidades de execução dos negócios.

– A situação da segurança da nuvem em 2016

Uma visão geral dos riscos das várias formas de nuvem pública, bem como os desafios únicos de segurança de IaaS e SaaS.

– As principais estratégias para implementações de EPP e EDR em ambientes virtuais

Saiba como driblar as dificuldades e formular abordagens assertivas para soluções de detecção e resposta de endpoints para além dos ambientes físicos.

– Os testes que devem ser aplicados para as suas métricas de segurança

As regras de outro para os CISOs medirem a segurança, expressando os riscos para os altos executivos e a diretoria das suas empresas.

– Os mitos e verdades relacionados à segurança mobile

Os dispositivos mobile são seguros? A segurança mobile pode barrar as ameaças? E os aplicativos, quais os riscos a eles associados?

– 2020: o futuro da cibersegurança

As forças de intersecção, associadas aos negócios digitais, que impulsionarão a estratégia de segurança cibernética até o final desta década.

– O desenvolvimento da security analytics em 2016

Uma apresentação que, entre outros tópicos, irá comparar o monitoramento de segurança baseado em regras, em aplicativos como SIEM, com o monitoramento da segurança com base em “machine learning” e analytics avançado.

– Como manter a segurança de SaaS

Quais as implicações de segurança, privacidade, regulatórias e de continuidade endereçadas ao modelo de software como serviço.

– De que forma influenciar o CEO a adotar a gestão de risco

Um método simples para mudar a visão do seu CEO, melhorando a sua abordagem, com relação às perdas de valor decorrentes da falta de um modelo adequado de gestão de risco.

Para mais informações e se inscrever acesse: http://computerworld.com.br/tecnologia

Compartilhar está publicação