Comercial (11) 2577-7899

Um dos grandes problemas com o qual a TI lida no dia a dia é a gestão de ativos de software. Essa prática de negócios gira em torno da administração, manutenção, utilização e otimização das aplicações utilizadas por uma organização e visa minimizar riscos e maximizar a performance.

gestão de ativos de software, por vezes referida pela sigla SAM (Software Asset Management), é uma parte estratégica da TI e consiste na monitoração das ferramentas utilizadas pela empresa para garantir sua boa utilização e compliance.

Um dos principais recursos na gestão de ativos de software é a administração de licenças, que garante que todo software utilizado pelo negócio é legal e não será afetado por uma auditoria.

Outro ponto importante que a SAM desempenha é o de avaliar os tipos de licença adotados pela empresa e certificar-se de que ela não está pagando mais caro do que deveria por uma aplicação.

Esse e outros riscos, como o controle de quem tem acesso a um software e quando esse acesso é realizado, são pontos importantes da gestão de ativos de software. Veja, a seguir, algumas dicas para implementá-la com sucesso em sua organização!

NUNCA USE SOFTWARE SEM LICENÇAS

Uma empresa tem muitos motivos para evitar o uso de software pirata, mas o principal deles é fugir dos riscos inerentes à sua instalação.

Além de ser ilegal, e um risco em termos de compliance, produtos piratas não oferecem suporte ao consumidor, não garantem atualizações de segurança periódicas e podem causar problemas às máquinas.

Toda vez que uma aplicação é pirateada, perde-se a garantia da integridade dela. Isso significa que ali pode haver um código malicioso que representa um risco para as operações do negócio. Portanto, proteja-se adquirindo software de vendedores de boa reputação e armazene a licença deles em um lugar seguro.

AUTOMATIZE O PROCESSO

A TI pode ver muitos benefícios ao implementar a automação da gestão de ativos de software. Há vários recursos disponíveis que permitem aumentar a eficiência do processo e evitar a incerteza de ferramentas manuais.

Soluções automatizadas reduzem o tempo demandado na administração desses ativos e uniformiza o trabalho, gerando relatórios que podem ser comparados com facilidade ao longo do tempo.

Consulte o seu fornecedor de software para conhecer algumas das opções nesse sentido e incentive a empresa a optar por elas sempre que possível.

GARANTA A MÁXIMA UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE CONTRATADO

Quando compramos um software e não fazemos uso de todas as suas funcionalidades, estamos jogando dinheiro fora. Por isso, entre as preocupações da sua equipe de TI, deve estar a necessidade de avaliar como os usuários interagem com as ferramentas.

Um bom programa de monitoramento deve oferecer esse tipo de informação e permitir que compras, contratos e suporte estejam alinhados para maximizar o retorno obtido com cada software.

COMPREENDA OS RISCOS NA GESTÃO DE ATIVOS DE SOFTWARE

Provavelmente, o maior desafio na gestão de ativos de software é compreender os riscos que essa disciplina pode representar para uma empresa quando mal executada.

Por isso, quanto mais conhecimento você adquire a esse respeito, mais apto estará para lidar com os principais problemas. Então, leia e pesquise materiais sobre o assunto.

Determinar o impacto que a má gestão dos ativos de software pode acarretar é o primeiro passo para implementar técnicas mais eficientes no manejo deles.

Fonte: https://blog-br.softwareone.com/gestao-de-ativos-de-software

Compartilhar está publicação