Comercial (11) 2577-7899

Melhorias na velocidade de conexão à internet, mais confiabilidade e até mesmo mais segurança… São vários os motivos que levam as pessoas a mudarem o servidor DNS que está sendo usado em toda a rede, em um computador ou dispositivo móvel particular.

O problema é que roteadores, PC, Mac, iPhone, smartphones Android, Chromebooks e outros dispositivos têm caminhos diferentes para que você configure um novo DNS. Então, para ajudar você a não ficar perdido, o Canaltech preparou um guia definitivo para ajudar você a mudar o DNS em qualquer dispositivo e sistema.

Mudar o DNS no roteador

Alterar as configurações de DNS no roteador significa que toda a sua rede funcionará baseada no servidor que você definir. PCs, smartphones, tablets, consoles, set-top boxes, lâmpadas inteligentes… Não importa qual dispositivo: se você altera o DNS no roteador, todo mundo vai usá-lo automaticamente.

É o tipo de coisa que vai livrar você de fazer essa configuração em cada um dos aparelhos conectados à rede. E se você se arrepender, voltar atrás é mais fácil ainda.

Para mudar o DNS no seu roteador, a primeira coisa que você vai precisar fazer é a acessar a interface de configuração dele. Se você não sabe como fazer isso, geralmente basta digitar o endereço 192.168.0.1 no seu navegador e inserir as credenciais de administrador. Se isso não funcionar ou você não souber das credenciais de administrador, dê uma olhada na parte de baixo do seu roteador: normalmente lá existe uma etiqueta com os dados certinhos de como proceder. Se não for o caso, consulte o manual que veio com o seu aparelho.

Alterar o servidor DNS diretamente no roteador faz toda sua rede utilizar o mesmo DNS
Alterar o servidor DNS diretamente no roteador faz toda sua rede utilizar o mesmo DNS (Captura de tela: Sergio Oliveira)

Agora que você está na interface de configuração, você provavelmente encontrará o menu de configuração do servidor DNS na seção WAN do roteador. Se ele não estiver lá, ou não houver uma seção WAN, procure por essa opção nas seções LAN, DHCP ou Internet. Se ainda assim você não encontrar a opção correta, recorra ao manual do seu equipamento ou busque no Google sobre como configurar um novo DNS no seu modelo específico de roteador.

Se nada disso funcionar, ou se você simplesmente quiser definir um servidor DNS individualmente para cada um dos seus dispositivos, eis como fazê-lo.

Mudar o DNS no Windows

Para mudar o DNS no Windows, você terá de acessar o Painel de Controle do sistema operacional, já que no Windows 10 ainda não há como fazer isso a partir do menu de Configurações.

Acesse o Menu Iniciar, digite “Painel de Controle” e clique sobre a opção. Na janela que abrir, clique em “Rede e Internet”, depois em “Exibir o status e as tarefas da rede” e finalmente “Alterar as configurações do adaptador” na lateral esquerda.

Agora na janela de “Conexões de rede”, clique com o botão direito na conexão que você quer configurar um novo DNS e selecione “Propriedades”. Na aba “Rede”, role a lista “Esta conexão utiliza os seguintes itens” e escolha “Protocolo IP Versão 4 (TCP/IPv4). Agora clique em “Propriedades” logo abaixo.

Na nova janela que se abre, na parte inferior, selecione a opção “Usar os seguintes endereços de servidor DNS” e forneça o endereço dos servidores DNS que você quer utilizar. Feito isso, confirme as alterações em todas as janelas clicando em “OK”.

No Windows, a mudança de servidor DNS deve ser feita pelo Painel de Controle
No Windows, a mudança de servidor DNS deve ser feita pelo Painel de Controle (Captura de tela: Sergio Oliveira)

Vale lembrar que esse mesmo procedimento pode ser usado para definir um novo servidor DNS para conexões IPv6, bastando selecionar esse protocolo na lista anterior. Também é importante frisar que o processo deve ser repetido para todas as conexões que o seu PC com Windows tem, incluindo wireless, cabeada e virtuais.

Pronto! Para garantir que tudo vai funcionar corretamente, o indicado é reiniciar a máquina para limpar o cache do DNS ou então seguir este passo a passo fornecido pela Microsoft para fazer isso pelo Prompt de Comando.

Mudar o DNS no Android

Alterar o DNS em smartphones e tablets Android é relativamente simples, mas ele não permite que você faça isso para todo o sistema. Em vez disso, cada rede a que seu dispositivo se conecta tem uma configuração específica — ou seja, você sempre terá de fazer o ajuste para cada nova rede a que se conectar.

Para mudar o servidor DNS no seu Android, acesse o menu “Configurações” e depois toque em “Wi-Fi”. Na lista de redes sem fio, toque e pressione sobre a rede a que você está conectado e selecione a opção “Modificar config. da rede”.

No Android, você terá de modificar o servidor DNS para cada conexão do seu dispositivo
No Android, você terá de modificar o servidor DNS para cada conexão do seu dispositivo (Captura de tela: Sergio Oliveira)

No pop-up que se abre, mude a opção “Definições IP” para “Estática” ao invés da “Padrão”. Caso essa opção não esteja visível, procura pela caixa “Mostrar opções avançadas” e a marque.

Os novos servidores DNS podem ser definidos setando as definições de IP para estáticas
Os novos servidores DNS podem ser definidos setando as definições de IP para estáticas (Captura de tela: Sergio Oliveira)

Agora você poderá definir o endereço do servidor IP para esta conexão. Deixe as informações de endereço IP e gateway como estão e modifique os campos DNS 1 e DNS 2 com o endereço do servidor que você escolheu. Feito isso, confirme as alterações clicando em “Salvar”. Pronto!

Mudar o DNS no iPhone ou iPad

Assim como o Android, o iOS não permite definir um servidor DNS para todo o sistema e exige que o usuário faça a configuração individualmente para cada rede Wi-Fi a que o iPhone ou iPad se conectam.

Para alterar o DNS no seu iPhone ou iPad, acesse “Ajustes” e depois “Wi-Fi”. Ao lado da rede Wi-Fi a que ele está conectado há um botão de “i” a direita. Toque sobre ele e role a tela até encontrar a opção “Configurar DNS”. Selecione-a.

No iPhone e iPad, a mudança de DNS deve ser feita para cada conexão do iGadget
No iPhone e iPad, a mudança de DNS deve ser feita para cada conexão do iGadget (Captura de tela: Sergio Oliveira)

Na nova tela, escolha a opção “Manual” e apague da lista os endereços DNS que você não quer utilizar tocando no botão vermelho à esquerda de cada item. Depois da faxina, toque na opção “Adicionar servidor” e forneça o endereço do novo DNS que você quer usar. Perceba que você pode definir tant

Depois de adicionar todos os servidores DNS de sua preferência, confirme as alterações tocando em “Salvar” na parte superior direita. Pronto!

Mudar o DNS no Mac

Para alterar o servidor DNS que o seu Mac utiliza, acesse “Preferências do Sistema” > “Rede”. Na janela que se abre, selecione à esquerda o adaptador de rede que receberá a nova configuração de DNS e depois clique no botão “Avançado”.

Para alterar o DNS no Mac basta acessar as configurações de rede do sistema
Para alterar o DNS no Mac basta acessar as configurações de rede do sistema (Captura de tela: Patrícia Gnipper)

Na janela de configurações avançadas, clique na aba “DNS” e depois no botão de “+” no canto inferior direito para digitar os endereços dos servidores DNS que você quer utilizar no seu Mac — e perceba que você pode usar tanto endereços IPv4 quanto IPv6. À medida que você adiciona novos servidores, eles vão aparecendo na listagem à esquerda. Pronto, confirme todas as alterações clicando em “OK”.

Aqui, é só acessar a aba DNS e definir os endereços dos novos servidores
Aqui, é só acessar a aba DNS e definir os endereços dos novos servidores (Captura de tela: Patrícia Gnipper)

Para garantir que o seu Mac usará os novos servidores DNS que você definiu, reinicie o sistema operacional ou então limpe o cache DNS neste passo a passo oferecido pela Apple (em inglês).

Mudar o DNS no Ubuntu

Há duas formas de alterar o DNS no Ubuntu: pela interface visual ou pelo Terminal. Como até aqui mostrei todas as alterações usando a interface dos sistemas, vamos seguir dessa forma no Ubuntu 18.04 LTS.

Acesse “Configurações” na sua instalação do Ubuntu e depois siga para “Rede”. Quando as configurações de rede abrirem, você provavelmente verá uma lista de redes disponíveis e aquela a qual você está conectado. Clique no botão de configuração ao lado do nome daquela à qual você está conectado.

Além do Terminal, no Ubuntu é possível mudar o DNS a partir da interface gráfica
Além do Terminal, no Ubuntu é possível mudar o DNS a partir da interface gráfica (Captura de tela: Sergio Oliveira)

Na nova janela que abre, clique na aba “IPv4”, procure pelo campo “DNS”, desative a chave “Automático” e informe o endereço do servidor DNS que você quer usar. Caso queira usar mais de um servidor, separe os endereços deles por vírgula.

(Captura de tela: Sergio Oliveira)

Pronto, agora é só confirmar as alterações para usar o novo servidor DNS no seu Ubuntu.

Como há uma variedade gigantesca de distros Linux disponíveis por aí, a sugestão é consultar ou a página oficial dela ou a comunidade caso você não consiga alterar o DNS sozinho.

Mudar o DNS no Chromebook

Alterar o servidor DNS que o Chromebook é relativamente fácil, mas, assim como o iOS e o Android, o Chrome OS não permite definir um servidor DNS global para todo o sistema. Isso significa que você terá de fazer o ajuste a seguir para cada rede a que se conectar.

No Chromebook, acesse “Configurações” > “Rede” e clique sobre o nome da rede a que você está conectado.

No Chromebook, a mudança de DNS é feita a partir do menu Configurações do sistema
No Chromebook, a mudança de DNS é feita a partir do menu Configurações do sistema (Captura de tela: Wagner Wakka)

Agora, selecione a subseção “Rede” e encontre a área “Servidores de nomes”. Agora é só escolher ou a opção “Servidores de nome do Google” se você quiser usar o DNS público da Google ou “Servidores de nome personalizados” se você quiser definir um outro servidor DNS qualquer.

No Chromebook, há a opção de usar diretamente o servidor DNS da Google ou definir um personalizado
No Chromebook, há a opção de usar diretamente o servidor DNS da Google ou definir um personalizado (Captura de tela: Wagner Wakka)

Se você escolher a segunda opção, informe os endereços IP dos servidores DNS que quer usar. Confirme as alterações e repita o procedimento para cada rede a que seu Chromebook se conectar.

E é isso! Você deve ter percebido que todos os sistemas e dispositivos oferecem uma seção de configuração de rede onde podemos definir os endereços dos novos servidores DNS. Se o dispositivo que você utiliza não está neste guia, siga essa dica que você certamente encontrará a opção. Em último caso, dê uma olhada no manual do aparelho ou consulte a internet por ajuda.

Fonte: https://canaltech.com.br/internet/guia-como-mudar-dns/

Compartilhar está publicação